Kantar Worldpanel - www.kantarworldpanel.com

Impulsionando decisões conscientes nos consumidores

22/09/2016

No mês passado, o Chile implementou uma nova lei de rotulagem para alertar os consumidores de forma clara sobre os níveis de açúcar, sódio, calorias e gorduras saturadas em produtos de consumo massivo.

Esta é a resposta mais recente a uma tendência mundial em que a saúde e o bem-estar se tornaram um tema central, com o açúcar na linha de fogo e a obesidade declarada como uma emergência de saúde pública em muitos países.

Nos últimos anos, os governos de vários países têm tratado de deter o problema através da intervenção. O México foi o primeiro, ao optar por um imposto sobre o açúcar no começo de 2014, incrementando os preços dos produtos muito açucarados em 13,3%, com um sucesso inicial. No primeiro ano, o imposto afetou negativamente o consumo das categorias afetadas em aproximadamente 1,9%. Desde então, os dados têm demonstrado que foi uma mudança a curto prazo, já que as pessoas começaram a diminuir o consumo dos produtos muito açucarados, compensando o preço mais elevado em outras categorias.

Nosso aprendizado é que a rotulagem parece ser a melhor estratégia a longo prazo, já que compreende um elemento educativo que pretende impulsionar decisões conscientes nos consumidores.

O Equador deu seu primeiro passo na estratégia de rotulagem no segundo semestre de 2014. Como no México, teve um impacto a curto prazo na redução do consumo de categorias específicas (refrigerantes liderando o ranking, seguido de bolinhos e lanches), mas também veio à tona o verdadeiro valor nutricional das opções saudáveis para o consumidor.

Como exemplo, os chás prontos para beber foram percebidos como uma alternativa saudável aos refrigerantes, apesar de seu nível de açúcar ser quase idêntico. No entanto, a partir do momento que a rotulagem foi implementada, a base de consumidores da categoria teve uma redução de 15%. Mesmo aqueles que decidiram continuar consumindo a categoria, estão bebendo um litro a menos a cada três meses: o consumo total teve uma redução de 25%.

Nas quatro primeiras semanas após a implementação da rotulagem, 98% da população chilena estava ciente dos novos rótulos e três em cada quatro pessoas prestaram atenção na mudança. Além disso, metade da população afirma que esta mudança já está impactando sua escolha de produtos (uma diferença impressionante se comparado com Equador, onde apenas 29% mudaram seu comportamento).

Impulsionando decisões conscientes nos consumidores

Author

Christine Pereira

Mercado, FMCG e Comportamento do Consumidor

 

+55 11 41339700

Contact the author
Social
Newsletter
Twitter
LinkedIn

O nosso site utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário.
Para continuar a utilizar este site, você concorda com a nossa utilização de cookies. [Cookies]