Kantar Worldpanel - www.kantarworldpanel.com

Otimismo do consumidor da América Latina em baixa

24/07/2014

Uma menor previsão para o crescimento do PIB este ano (2,5% vs 2,7% em 2013) reflete um menor otimismo para a situação da América Latina, tanto na situação dos países quanto pessoal. Quanto a situação dos países, tivemos uma queda de 11 pontos percentuais na região em comparação com o ano passado. Apenas 47% dos latinos acreditam que a situação na região é igual ou melhor do que no ano anterior, o que é o mesmo nível de 2008, ano antes da crise. A queda é menor nas classes inferiores que permanecem mais otimistas sobre a situação dos países e pessoal em comparação com as classes médias e altas na América Latina.

Pelo décimo ano consecutivo a Kantar Worldpanel lança seu estudo Consumer Watch 2014 que pergunta aos consumidores sobre o seu estado de espírito e percepções para este ano.

A confiança permanece em pessoas que estão próximas: a família (81%) e amigos (37%), que estão em primeiro lugar, seguidos pela Igreja Católica e as instituições religiosas. Por outro lado, os líderes perderam em seu nível de confiança.
Encontramos algumas mudanças quando falamos das preocupações. A insegurança e a violência (59%) continuam em primeiro lugar, a saúde (45%) desloca-se para a segunda posição das preocupações seguida pelos preços mais elevados (44%). Algo que se destaca é que estamos mais preocupados com uma crise global do que com o aquecimento global, que caiu para o quinto lugar.

Os temas coragem, confiança e preocupações estão intimamente relacionados com as situações que os latinos têm vivido. O aumento de preços é uma realidade que 74% dos entrevistados já sofreram seguido por uma diminuição na entrada de dinheiro, especialmente em classes mais baixas.

Embora mais da metade dos latino-americanos esteja pagando uma dívida (52%) é maior a porcentagem que visa economizar para o futuro (67%).

Sonia Bueno, CEO da Kantar Worldpanel para a América Latina disse: "Estamos diante de um ambiente econômico difícil na região, o que impacta diretamente o bolso e a mente de nossos consumidores. Temos um consumidor menos leal e que se importa com as coisas mais próximas a ele, tanto às suas preocupações quanto às questões que lhes dão confiança. Os níveis mais baixos são afetados e devem fazer cortes para caber tudo no orçamento. Agora é que temos que ficar ainda mais perto deles, pois desta forma podemos detectar alterações em seu comportamento de compra e saber como enfrentar esta situação."

Para saber mais sobre este estudo, contate a Kantar Worldpanel.

Apenas 47% dos latinos acreditam que a situação da região está igual ou melhor do que no ano anterior.

Apenas 47% dos latinos acreditam que a situação da região está igual ou melhor do que no ano anterior.

Entre em contato

Andrea Prandi
Gerente de Marketing

Social
Newsletter
Twitter
LinkedIn

O nosso site utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário.
Para continuar a utilizar este site, você concorda com a nossa utilização de cookies. [Cookies]