Kantar Worldpanel - www.kantarworldpanel.com

China: Grandes Oportunidades em Cidades “Pequenas”

31/01/2013

O desaceleramento tanto da economia como do mercado FMCG em 2012 na China não impede que as cidades “menores” brilhem mais. A sua dimensão considerável e o seu poder económico são garantia de novas oportunidades. Há cada vez mais fabricantes e retalhistas que planeiam e tentam construir uma estratégia de desenvolvimento neste mercado, como resposta às alterações atuais na China, com um novo padrão de negócio no retalho, o aumento dos custos com rendas imobiliárias e a desaceleração do crescimento rápido na China.

Cobrindo 40.000 lares na China, a Kantar Worldpanel revela que o mercado de cidades de nível médio e inferior é único no que diz respeito à expansão de categorias, desenvolvimento de canais de venda e crescimento de marca de fabricantes.

Para identificar o padrão das cidades de nível médio/inferior, a Kantar Worldpanel China divide as categorias FMCG em três níveis, de acordo com a penetração: Estável (penetração acima dos 80%, por exemplo, óleo e arroz), Desenvolvimento (penetração entre 40% e 80%, como shampoo e chocolate) e Emergente (penetração abaixo dos 40%, como café e máscara facial).

Estas cidades constituem uma nova realidade que é necessário entender para conquistar. Em primeiro lugar, o rendimento da família é um driver crítico. O rendimento médio dos lares de cidades de nível inferior aumentou 88% nos últimos três anos. Em segundo lugar, o aumento da contribuição das famílias jovens com filhos de 40.6% para 42.9% para categorias emergentes ajudou ao crescimento destas em cidades de nível inferior. Observa-se um aumento significativo da penetração de categorias emergentes nestas famílias, como por exemplo, bebidas funcionais, cosméticos, mints e toalhetes, etc. O crescimento rápido de categorias emergentes também beneficia da expansão da distribuição moderna, o desenvolvimento rápido do e-commerce e as lojas especializadas em determinadas categorias, como por exemplo de cosméticos.

O poder económico das cidades "menores" é garantia de novas oportunidades.

O poder económico das cidades "menores" é garantia de novas oportunidades.

Entre em contacto

Paulo Caldeira
Business Development Director

Ligue-se @ nós
Newsletter
Twitter
LinkedIn

Our website uses cookies to improve the user experience.
By continuing to use this site you agree to our use of cookies. [Cookies policy]