Kantar Worldpanel - www.kantarworldpanel.com

Combustíveis: Hipers perdem quota em Fevereiro e Março 2012

06/06/2012

O mercado de combustíveis para Particulares acentuou a sua queda no primeiro trimestre de 2012, com o valor deste mercado a cair 3.1%, ainda que o preço médio tenha aumentado 8.1%, em relação ao mesmo período do ano passado.

A tendência negativa manteve-se também em volume, com um decrescimento de 10.3% o que é muito significativo da contenção dos consumidores. Praticamente todas as variáveis neste mercado tiveram quebras significativas: o número médio de abastecimentos decresceu 2.4%, o volume médio por abastecimento decresceu 6.5% e o gasto médio por automóvel caiu 1.9%. Apenas o gasto médio por abastecimento cresceu 1.1%, mas devido ao aumento do preço médio, já referido atrás. Resumido, o aumento do preço médio levou menos consumo, com menos abastecimentos e a uma menor quantidade comprada de em cada abastecimento.

Os aumentos constantes do preço médio por litro conduziram, pela primeira vez desde 2010, à perda de compradores. O perfil dos clientes que deixaram de abastecer são sobretudo lares que pertencem às classes média e baixa, na sua maioria são mulheres, cujos carros têm entre 7 e 11 anos, com idades a partir dos 35 anos.

No primeiro trimestre de 2012 os hipermercados reforçaram a sua posição em termos de quota de mercado em volume, representando 32.2% do total do volume abastecimentos, em Portugal Continental.

Os meses de Fevereiro e Março deste ano revelaram uma alteração no panorama dos combustíveis em Portugal.

Se até aqui a quota de mercado em volume dos hipers tinha vindo sempre a crescer, nestes dois meses, estes perdem consecutivamente, de acordo com o painel Petrol da Kantar Worldpanel.

Vejamos os números desde há quatro anos: em 2008 os hipers tinham um peso em volume de 18.1%, sendo que no ano a seguir passaram para 24.3%. Em 2010 conseguiram atingir 28.3% e em 2011 ultrapassaram a barreira dos 31.5% de peso em volume. Analisando apenas o mês de Janeiro de 2012, os hipers conseguem atingir ainda quase 35 % de quota em volume.

Em Fevereiro de 2012 o peso em volume dos hipers baixou para 31.4% e em Março baixou ainda mais para 30.6%.

Esta situação pode parecer um contra-senso tendo em conta que nestes dois meses o preço médio por litro dos combustíveis já tinha atingido valores muito elevados. No entanto, isto pode ser explicado pelo facto de os clientes habituais dos hipers serem mais sensíveis aos preço e dado o aumento dos preços reduziram drasticamente o consumo de combustível.

De referir também que no primeiro trimestre de 2012 o combustível adquirido em promoção já representou 65.7% do volume abastecido pelos condutores portugueses.

Clique nas setas para ver os gráficos

Clique nas setas para ver os gráficos

Combustíveis: Hipers perdem quota em Fevereiro e Março 2012
Combustíveis: Hipers perdem quota em Fevereiro e Março 2012
Combustíveis: Hipers perdem quota em Fevereiro e Março 2012

Entre em contacto

Paulo Caldeira
Business Development Director

Ligue-se @ nós
Newsletter
Twitter
LinkedIn

Our website uses cookies to improve the user experience.
By continuing to use this site you agree to our use of cookies. [Cookies policy]