Kantar Worldpanel - www.kantarworldpanel.com

Sinais de esperança para 2014?

25/02/2014

Apesar do volume comprado pelos Lares Portugueses no FMCG ter caído -1,5%, há um conjunto de sinais positivos ou de recuperação, que dão boas indicações para 2014. Recorde-se que no primeiro semestre de 2013 o volume chegou a cair -3,7% o que constituiu o pico da crise neste mercado. A recuperação em especial do terceiro trimestre veio amenizar o balanço do ano. Esta pequena queda do mercado do consumo das famílias portuguesas (-1,5%) que a Kantar Worldpanel reporta para o FMCG está, curiosamente, em linha com a tendência divulgada pelo INE sobre o consumo em geral no retalho, que caiu -1,8% em 2013. Também aqui é possível ver alguma recuperação relativa, pois em 2012 tinha caído -5,8%.

Em termos de comportamento do Shopper, 2013 foi um ano de clara procura por parte do consumidor pelo melhor negócio possível (a tendência “Best Deal” já reportada), o que resultou em cestas mais pequenas e numa maior frequência de compra. É importante notar que há três anos consecutivos que há uma redução do volume total comprado em FMCG pelos lares portugueses, sinal claro de racionalização e contenção do “shopper”. Por outro lado, em termos de organização das compras e da “lista de compras” é possível aferir que a lista mais frequente em 2012 é praticamente a mesma em 2013, em termos das categorias preferidas. O aumento da frequência de compra ajuda a subir a importância da “segunda lista” mais frequente. Um sinal positivo prende-se com o facto da Classe Social Alta ter já retomado o consumo, crescendo em volume 4,7%, em 2013, uma tendência ainda isolada fase aos restantes grupos sociais

O mercado cai apenas 1.5% em volume em 2013

O mercado cai apenas 1.5% em volume em 2013

Entre em contacto

Paulo Caldeira
Business Development Director

Ligue-se @ nós
Newsletter
Twitter
LinkedIn

Our website uses cookies to improve the user experience.
By continuing to use this site you agree to our use of cookies. [Cookies policy]