Kantar Worldpanel - www.kantarworldpanel.com

iOS e Android dominam o mercado

15/03/2017

As mais recentes conclusões da análise da venda de sistemas operacionais de smartphone da Kantar Worldpanel ComTech apontam que o iOS conseguiu um crescimento contínuo na maior parte das regiões rastreadas, exceto Japão, Espanha e China Urbana. O Android também continuou a crescer na participação de mercado em todas as localidades, menos nos Estados Unidos. Os dados mostram que não há nenhum outro sistema que desafie os dois gigantes atualmente, já que estão distantes os dias nos quais BlackBerry OS, Symbian ou Windows Mobile poderiam causar algum impacto significativo. Está claro que haverá apenas dois sistemas avançando. Para ter sucesso, os fabricantes de aparelhos terão de estar atentos às regras do mercado.

“O Mobile World Congress 2017, em fevereiro, demonstrou o verdadeiro estado do mercado, com as marcas Nokia e Blackberry capturando muita atenção, mas agora operando no Android e não em seus próprios sistemas operacionais”, afirma Lauren Guenveur, Diretora de Global Consumer Insight para Kantar Worldpanel ComTech. “Testemunhamos algo como um retorno ao passado com o novo Nokia 3310, uma versão atualizada do icônico modelo da marca, além de vários novos Nokia Android sendo comercializados pela HMD, responsável pelo licenciamento da marca. Novo parceiro de manufatura da BlackBerry, a TCL Communication anunciou o Android BlackBerry KEYone, que inclui seu clássico teclado.”

IPhone 7 ainda é destaque nos maiores mercados consumidores

Nos cinco maiores mercados europeus – Grã Bretanha, Alemanha, França, Itália e Espanha -, o Android representou 74,3% das vendas de smartphones no período mais recente, um aumento marginal de 72,9% nos três meses encerrados em janeiro de 2016. Já o iOS deteve uma participação de 22,7%, sendo o iPhone 7 o dispositivo mais vendido na Grã Bretanha, França e Alemanha.

Dois novos smartphones Android - o Nokia 3 e 5, além do lançamento global do Nokia 6 – poderiam ser bem recebidos na Europa Ocidental, pois a lealdade à marca é historicamente alta. No início de 2016, a Nokia representava 6% dos smartphones vendidos em todos os maiores mercados consumidores, tornando-se a quarta maior marca na época.

“O foco da HMD Global em revitalizar o nome da Nokia parece concentrado na qualidade do custo. Seus três novos telefones Android custam € 229 ou menos, com o Android Nougat, Google Assistant, construção em alumínio e outras especificações de médio porte”, afirma Dominic Sunnebo, Diretor de Unidade de Negócios da Kantar Worldpanel ComTech Europe. “Enquanto esses modelos não devem rivalizar com o iPhone 7 da Apple ou com o esperado Samsung Galaxy S8, eles competem com outros dispositivos de médio alcance, como o Huawei P8 e P9 Lite. Ambos os modelos Huawei são fortes vendedores em mercados conscientes em relação aos preços, como Itália e Espanha. Esta situação pode apresentar um novo desafio para a Huawei, uma vez que a afasta ainda mais do mercado premium com a chegada do P10”, completa o executivo.

Android segue dominante na Ásia

Na China Urbana, nos três meses encerrados em janeiro de 2017, o Android representou 83,2% dos smartphones vendidos, um aumento de 9,3 pontos percentuais em comparação com o mesmo período no ano passado. A Huawei continua a representar mais de um quarto das vendas de smartphones na região, com 26,6% nos três primeiros meses encerrados em janeiro deste ano. A Apple, cujo iPhone 7 continua a ser o smartphone mais vendido na China Urbana, e a Xiaomi são a segunda e terceira maiores fabricantes da Ásia, com 16,6% e 14,5% de participação, respectivamente. No entanto, eles continuam a sofrer declínios ano a ano, já que enfrentam concorrência crescente da Oppo e Vivo.

“A Xiaomi não participou do Mobile World Congress deste ano já que não tinha nenhum dispositivo novo para lançar," revelou Tamsin Timpson, diretora estratégico do insight em Kantar Worldpanel ComTech Ásia. “Assim como fez no ano passado, a Oppo marcou presença no evento lançando um novo hardware sob a forma de seu sistema 5x Dual Camera Zoom no lugar de introduzir um novo dispositivo. A Oppo, patrocinadora do time de futebol Barcelona, tem como objetivo o crescimento para além da China.”

Os números dos Estados Unidos

Nos três meses que terminaram em janeiro de 2017, o Android respondeu por 56,4% das vendas de smartphones nos Estados Unidos, uma queda de 1,8 pontos percentuais em relação ao mesmo período do ano anterior. O iOS representou 42% das vendas, um aumento de 2,9 pontos percentuais em relação ao ano anterior.

“É difícil ver o impacto de todos os dispositivos lançados no MWC 2017 na perspectiva de um consumidor norte-americano, já que muitos deles não estão inicialmente planejados para venda nos Estados Unidos", acrescenta Guenveur. “Setenta por cento do mercado interno do país é dominado pela Apple e a Samsung, e a terceira maior fabricante, a LG, respondeu por 11,1% das vendas nos três meses encerrados em janeiro de 2017”, completa.

"O mais recente carro-chefe da LG, o G6, lançado no MWC, abandona o projeto modular do G5 do ano passado e tem alguns dos recursos premium do V20. Enquanto o V20 é o dispositivo mais vendido da LG nos Estados Unidos durante o período mais recente, a força real da LG nos EUA sempre esteve no mercado pré-pago de baixo a médio porte. Embora o G6 seja bem-vindo no país, é improvável que tenha um impacto significativo na participação de mercado da LG”, diz Guenveur.

Marca diz que Nokia e Blackberry chamarão a atenção com características e estilo do mercado retrô

Marca diz que Nokia e Blackberry chamarão a atenção com características e estilo do mercado retrô

Entre em contato

Lauren Guenveur
Global Consumer Insight Director

Explore nosso banco de dados interativo

Social
Newsletter
Twitter
LinkedIn

O nosso site utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário.
Para continuar a utilizar este site, você concorda com a nossa utilização de cookies. [Cookies]