Kantar Worldpanel - www.kantarworldpanel.com

Com aumento dos preços, brasileiros estão racionalizando

03/06/2015

Reflexo do baixo crescimento registado no país nos últimos meses, o Consumer Insight – estudo realizado pela Kantar Worldpanel – mostra que no primeiro trimestre de 2015 o consumidor reduziu em 2 idas a frequência de compras, o que impactou também o volume médio por ocasião de compra, que registrou uma queda de 1,7%, impactado principalmente pelo aumento do preço médio, que foi de 9,8%.

Durante o mesmo período de 2014, o cenário era bem diferente, quando chegou a registrar crescimento de 8% em volume e 18% em valor.

Quando analisadas as classes separadamente, é possível perceber que o consumo impactou, principalmente, as classes mais altas que reduziram drasticamente o volume médio por viagem em -4%.  Apesar de terem ido - 2 vezes menos ao ponto de venda no período, a classe A/B também registrou uma variação de -1% em valor. A classe C apontou uma queda de - 2 idas ao PDV e -3% em volume médio por ocasião, e mesmo assim houve aumento de 1% no valor gasto. Esta foi a classe que mais contribuiu para a desaceleração do consumo.

A classe D/E foi a única que se manteve positiva no volume adquirido por ocasião, com 4%. Apesar de também diminuírem a frequência em - 2 idas, a variação de valor teve alta de 5% e o volume médio registrou queda de -5%.

A pesquisa ainda revela que a cesta de bebidas foi a mais impactada no período, registando queda de -5% em valor e -13% em volume, seguida pela cesta de alimentos, cuja queda foi de 5%.

Quando falamos de limpeza, a retração foi de -4% em volume e de aumento de 3% em valor. A cesta de higiene e beleza cresceu 6% em valor, porém registrou queda de -4% em volume.

“Para não abrir mão das categorias conquistadas ao longo do tempo, os consumidores passaram a racionalizar o consumo, focando na praticidade e nos produtos com maior custo benefício”, afirma Christine Pereira, diretora de contas da Kantar Worldpanel.

 Conclusões

Alguns fatores explicam esta desaceleração do consumo no primeiro trimestre do ano:

  • O verão e o pré-Copa de 2014 foi um período muito positivo para o consumo, e que não conseguiu ser sustentado em 2015;
     
  • Categorias maduras e de alto volume perdendo espaço na cesta devido à racionalização;
     
  • Brasileiros não abrindo mão das suas conquistas e tentando manter o carrinho de compra

Além disso, 69% da queda da cesta no primeiro trimestre de 2015 está concentrada em 5 categorias, como refrigerantes, água mineral, suco em pó, Leite UHT e cerveja.

Com aumento dos preços, brasileiros estão racionalizando

Entre em contato

Carolina Andrade
Marketing and Communication Executive

Consumer Insights Q1 2015

Social
Newsletter
Twitter
LinkedIn

O nosso site utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário.
Para continuar a utilizar este site, você concorda com a nossa utilização de cookies. [Cookies]